Nossa história

Criada em fevereiro no ano 2000, a EPSA – Escola Profissionalizante Santo Agostinho é uma instituição mantida pela SOCIEDADE INTELIGÊNCIA E CORAÇÃO, entidade beneficente certificada de assistência social na área de educação (CEBAS) e sem fins lucrativos.

A EPSA atua com protagonismo na inclusão social de jovens e adultos, por meio de cursos de Qualificação Profissional, Técnicos e Ensino Médio que visam o aumento da escolaridade e a capacitação para o mundo do trabalho.

Todos os cursos ofertados são totalmente gratuitos, incluindo material didático, uniforme, lanche e equipamentos de proteção individual (EPI’s) para frequentar os nossos laboratórios.

O QUE FAZEMOS PARA TRANSFORMAR A SOCIEDADE

Formação humana

Formamos cidadãos íntegros, justos e fraternos.

 

Acesso à universidade

Preparamos jovens e adultos para pleitearem vagas no Ensino Superior.

 

Capacitação para o mundo do trabalho

Capacitamos e qualificamos jovens e adultos para ingressarem no mercado profissional.

SIC - Sociedade Inteligência e Coração

A Sociedade Inteligência e Coração (SIC) é a entidade civil, mantenedora das obras e escolas Agostinianas pertencentes ao Vicariato Nossa Senhora da Consolação. Representa a instituição junto aos órgãos governamentais e à sociedade, atendendo as legislações vigentes no país.

Foi fundada em 10 de junho de 1937, como entidade filantrópica, sem fins lucrativos, de educação e de assistência social, de caráter beneficente, cultural e de formação humana. Tem por objetivo o ensino em seus vários níveis e modalidades, inclusive educação profissional, e a proteção à família, à juventude, à adolescência e à criança, prestando-lhe atendimento e amparo.

Inteligência e coração, razão e fé marcaram a personalidade de Santo Agostinho, por isso, essas características do maior pensador do ocidente, são as mesmas que nós, como religiosos Agostinianos, e o grande número de pessoas que colaboram no nosso apostolado, buscamos viver e dar testemunho. Para alcançar o êxito e responder às necessidades atuais, a SIC conta com um grupo de profissionais que auxilia no planejamento estratégico e na gestão das obras.

Linha do Tempo Agostiniana

1929

Chegada dos Agostinianos do Escorial no Brasil.

1934

Comunidade Agostiniana
Os Freis Agostinianos inauguram a primeira comunidade em Belo Horizonte – MG.

1991

Motivados pela Campanha da Fraternidade da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) da Igreja Católica, que naquele ano refletiu sobre o tema: “Solidários na dignidade do trabalho”, um grupo de lideranças da Paróquia Cristo Redentor começam as reflexões sobre uma possível escola profissionalizante no Barreiro. Naquela época o Barreiro era conhecido como um bairro operário, tendo como seu maior símbolo as chaminés dos fornos industriais da Mannesmann S.A. que se instalou no bairro em 1952 para atender à recém-criada indústria petrolífera nacional.

1992

Diante dessa demanda e preocupados com a formação e a qualificação profissional dos jovens, alguns voluntários que eram trabalhadores da indústria local decidem iniciar numa pequena garagem a “ASOCRE: Ação Social Operária Cristo Redentor”. Contavam apenas com algumas máquinas operatrizes (tornos e fresas) doadas por um sindicato de metalúrgicos da região. Nos primeiros anos eram oferecidos cursos de Tornearia, Corte e Costura e Informática.

1999

Começa o processo de reestruturação da ASOCRE que encerra suas atividades em junho de 1999, até então dependiam juridicamente da Paróquia Cristo Redentor. Inicia-se a reforma e construção do novo prédio que dará lugar à nova escola.

2000

EPSA
Em fevereiro de 2000 é inaugurada a EPSA – Escola Profissionalizante Santo Agostinho. Instituição filantrópica, sem fins lucrativos, integralmente mantida pelos Freis Agostinianos que amplia de 270 para mais de 500 as vagas nos cursos que até então eram oferecidos no espaço.

2002

Inauguração do novo prédio.

2003

Tem início a oferta dos cursos das áreas de elétrica e mecânica de autos. Nesse momento a escola atinge mais de 1000 matrículas ao ano.

2006

Em 24 de outubro é publicada no diário oficial do Estado a portaria que reconheceu o primeiro curso técnico da escola: Eletromecânica. São criados os cursos de Malharia, Moda Praia, Moda Íntima e Costura Industrial.

2007

Tem início a oferta dos cursos preparatórios pré-vestibular e alfabetização de adultos, neste momento a escola passa a oferecer atendimento também nas comunidades do Araguaia, Conjunto Esperança e Vila Cemig.

2009

É criado o curso de Culinária na comunidade do Conjunto Esperança. É publicada a Nova Lei Federal da Filantropia (12.101/2009), que altera consideravelmente a oferta de serviços gratuitos no Brasil.

2010

A EPSA celebra 10 anos de sua fundação. Com a nova lei encerra-se a oferta de vários cursos considerados de assistência social para dar lugar a oferta de cursos reconhecidos pelo Ministério da Educação, entre eles a Educação de Jovens e Adultos (EJA) e o curso Técnico em Informática.

2011

Em março é publicada a portaria que reconhece o curso Técnico em Manutenção Automotiva.

2013

É criada a modalidade de Ensino Médio Anual que em seu primeiro ano com 70 vagas recebeu quase 800 inscritos. O laboratório de usinagem mecânica é modernizado com a aquisição de novos tornos mecânicos e computadorizados (CNC).

2014


Iniciam-se as obras de ampliação e construção do anexo.

2015

Em fevereiro é inaugurado o novo prédio e em 24 de abril celebrou-se os 15 anos de fundação da Escola.

2016

É feita a atualização e modernização dos laboratórios de Eletrohidráulica e de Eletropneumática.

2017

Revitalização da fachada da Escola.

2018

EPSA
Construção da quadra esportiva.

2019

Implantação do Curso e Laboratório de Robótica.