Notícias

26 de novembro de 2021

Okupa EPSA 2021

Okupa Epsa 2021: educação transformadora

O Okupa Epsa chegou à sua 5ª edição, renovando a inspiração original de promover cultura, arte, reflexão, compromisso social e cidadania, tudo mediado pelo olhar e perspectivas próprias da escola. Nesse sentido, o Okupa Epsa consolida-se como uma das iniciativas e projetos pedagógicos mais promissores da escola, estabelecendo diálogos e interações entre as diversas áreas do conhecimento, contemplando didáticas e metodologias ativas, dinâmicas, criativas, considerando os interesses e saberes dos próprios estudantes, conectando-os aos saberes, iniciativas e atuações de pessoas, organismos e instituições que estão muito além dos muros da escola, mas que buscam, igualmente, construir espaços e tempos de participação e “ocupação” democrática da cidade.

Como é característico ao Okupa, a programação de 2021 se organizou seguindo uma pauta ampla e plural: todo mundo pôde se contemplar em algum espaço de atuação e aprendizagem, potencializando interesses e afinidades diversos.

– Tecer e delinear rimas e métricas, encontrar, “brigar” e brincar com as palavras, a fim de expressar experiências vividas, reflexões, ideias, impressões sobre o mundo e a vida, dando voz e forma aos pensamentos: essa foi a tônica da Oficina de Rap, conduzida com maestria pelo poeta MC Marechal. O exercício de construir letras para as suas próprias músicas fez emergir, junto aos participantes, um leque amplo de conhecimentos (gramaticais, literários, sociais, existenciais…), além de trazer a consciência das próprias emoções, ideias, valores, sonhos, reflexões.

–  Conhecer e visitar o Parque Estadual da Serra do Rola Moça foi uma oportunidade muito interessante para os estudantes – alguns, inclusive, estavam ali pela primeira vez, embora residam na região do parque! O Parque é uma área importante de preservação da fauna e flora mineira e nacional, onde encontram-se alguns mananciais fundamentais para o abastecimento de água em toda a região metropolitana. Unindo lazer, caminhadas em trilhas ecológicas, piquenique, palestra, convivência e interação entre os estudantes, a visita ao parque teve como ponto alto o plantio de 80 mudas de árvores do bioma local, ação que contribui com a preservação e manutenção da biodiversidade do parque e educa e inspira os estudantes ao amadurecimento de uma sensibilidade e cidadania ecológicas.

– A Capoeira congrega diversão, dança, esporte, expressões da cultura, consciência corporal, educação para a mente e o corpo. Sua história e origens traduzem, ainda, visões de cidadania, coletividade e inclusão social. Essa diversidade de saberes e práticas integrou estudantes, professores e colaboradores num momento de muita parceria, afetividade e vibração, ajudando-nos a sentir que, de fato, estamos unidos num só coração!

– As Oficinas de Tranças valorizaram as belezas próprias de cada participante, fortalecendo a autoestima, o senso estético, cultural, tecendo os fios, os saberes, as histórias dos participantes, por meio de trabalhos e colaboração em equipes, coordenadas pelas próprias estudantes do Ensino Médio. Tudo permeado pela diversão e pelo gosto de estar juntos, aprendendo e trocando informações e experiências! – O “Papo reto” foi uma roda de conversa onde todas as reflexões e propósitos do dia se costuraram num grande esforço coletivo de compreensão da própria história das populações periféricas e suas lutas, vitórias e desafios para a participação na vida da cidade, por meio de um processo constante de conscientização e tomadas de decisões políticas e de cidadania. Instigados pelas reflexões da professora da Epsa, Carla Fonseca (história) e da Paola Abreu, atual diretora de Políticas Públicas para a Juventude, na prefeitura de Belo Horizonte, os estudantes foram convidados a compreender que “Quem sabe, faz a hora, não espera acontecer”! O presente é o tempo de contar a nossa própria história, dos jovens, negros, mulheres, periféricos, a partir desses olhares, sensibilidades e perspectivas! A isso se dá o nome de transformação social, que tanto almejamos em nossas lutas cotidianas! E é essa forma de educar e aprender que se renova no Okupa Epsa 2021: estamos contando e construindo agora as nossas próprias histórias, para que as histórias do futuro sejam outras, repletas de liberdade, justiça e autonomia!

Compartilhe

  • Facebook
  • WhatsApp
  • Twitter

Últimas notícias